quarta-feira, 21 de julho de 2010

Bia


Um dia linda semente
semente de tão linda flor
brotara com tanta dificuldade
às mão do doutor

O aparente sonho
em pesadelo se transformou,
o tão lindo broto, por falta de oxigênio
quase murchou

Que sentimento estranho
naquele momento brotava,
alguém que mal conhecia,
tanto amor em meu peito arraigava

A plantinha linda e frágil
dentro de máquina escondida
lutava com força quase inexistente
pelo dom precioso da vida

Em momento de tanta agonia,
sofrimento e dor
rogava suplicantemente
a ajuda do Senhor

Obrigado ao Deus querido
de tanta alegria me coroou
a minha flor pequenina, tão linda menina
com amor ele salvou

Agora que o pesadelo
em sonho se transformou,
agradeço meu Deus
por minha flor que não murchou

Poesia de um pai, guardada na gaveta há 18 anos, que teve a sorte de ver sua filha crescendo linda e saudável. Te amo Bia!

Um comentário:

Paula Corrêa disse...

LINDO DEMAIS!!é muito amor de pai ... Parabens pela sua Bia!!