domingo, 24 de abril de 2011

Liberdade?


Um poeta que se prende se perde.
Evoquei todos os sábios pensadores em busca de um tema.
Só me encontrei novamente em tuas palavras.
Uma ânsia de colocar pra fora o que está cadeado.
Chaves? Só em tuas mãos. Abra-me, me liberte, me solte.
Sufocado pelos conflitos, sinto meus pés acorrentados.
Um paradoxo em forma de prisão. Não quero a liberdade.
Quero que este cárcere se materialize e se eternize.
Não planejei que assim se desse. E daí? Cá estou, inerte.
Imobilizado pelas amarras impostas pela hipocrisia social.
Uma farsa que nos empurra em direção à mediocridade.
A mesmice de um dia-a-dia previsível e enfadonho.
Consolo-me quando me imagino livre deste cenário escuro.
Vejo flores, campos, mares, céu azul e muito, muito verde.
Neste imaginário colorido vou pintando devagar o cinza da realidade.
Realidade que se aviva nesta busca incansável.
Uma jornada inglória, que só fará sentido, se no final você estiver lá.
Que assim seja.

6 comentários:

Noe* disse...

Eu pinto a realidade colorida :)


Um beijo e feliz páscoa =*

Célia Ramos disse...

Vc diz que meus textos me revelam! E o que dizer dos seus? rsrsrs...Pura revelação! Porque eu sempre volto ao seu blog e leio os seus textos? Porque simplesmente, eles me prendem, me fascinam e me pedem pra voltar! rsrs
Ah! amei o seu comentário no meu Universo Particular...espero q volte sempre! bjos

Maria Dias disse...

O poeta tem poderes de fazer mudar as cores da sua tela, pois ele como ninguém sabe muito bem imaginar...

Beijos e ótima semana

Maria

Nil disse...

Oi, fui atraída´pelo seu perfil do twitter, a parte do adoro o #Universo feminino!
Parabéns pelo Blog! Bjs

http://nilcoisaz.blogspot.com/

Luanna disse...

Fascinante o modo como suas palavras agarram como alguém de mãos firmes e um coração suave.

Acho delicioso mergulhar no mar tumultuado das palavras alheias, percebo nesse instante que quem viu um mar, ainda não viu todos.

Parabéns pelo blog, já estou seguindo e um brinde ao seu talento.

Beijo imenso!!!

gill disse...

Perfeito. Docemente insano. Gosto disso. Me encanto com palavras e sentimentos bem postos. Abraço!